Visitante

Olá visitante. Cadastre-se | Entre | Esqueci minha senha

OK Esqueci minha senha


Você está em: Sobrenatural.Org -> Contos -> A Coisa Que Veio Do Céu


Contos - Enviado dia 16 de Agosto de 2014

A Coisa Que Veio Do Céu


Laura acordou com o toque do celular que a chamava para começar mais um dia. Esperguiçou-se na cama, satisfeitacom o novo dia, que era de sol,, com o fato de estar viva e ter 20 anos. A moça se ergueu, ainda sonolenta, pensando no dia de trabalho que tinha pela frente. Abriu seu Facebook para ver as novas mensagens, enquanto procurava a toalha para tomar banho.

Foi então que veio aquele clarão medonho do céu e um estrondo pavoroso, indescritível, sacudiu o prédio inteiro! Laura foi jogada contra a parede do quarto, enquanto ouvia aterrorizada os gritos de pavor dos vizinhos. Seus pais entraram no quarto também em trajes e dormir, feições transtornadas pelo horror e a arrastaram com eles, corre filha, está´tudo desabando, corre! Mas o que está acontecendo, perguntava Laura desesperada, descendo as escadas em meio às vagas de gente em pânico, mães com seus bebês nos braços, idosos, outros que foram pegos no banho coriam pelados, uma gritaria medonha... o fogo se alastrava rapidamente nos andares mais altos. Foi então que Laura se lembrou de Axel!

Seu querido pintcher de estimação, que ficara no apartamento! Laura se soltou da mãe e correu degraus acima, trombando com mais povo que fugia, mãe o Axel, a gente esqueceu o Axel, eu não vou deixar o Axel! Laura você está louca volte aqui gritava sua mãe, Laura continuou a avançar, o corredor ja´estava tomado pela fumaça preta,ela tossiu, entrou no apartamento semi destruído, a coisa que viera do céu rachara ao meio a sala e seu quarto, one pouco antes ela dormia sossegada... horrorizada Laura viu que havia um tronco humano mutilado no cordor, um pé de homem com um sapato preto de grife, vísceras espalhadas,sangue... Axel latia desesperado na cozinha, ela o tomou nos braços e corre, voltou a descer os egraus...

Conseguiram chegar à rua, era um cenário de guerra, escombros e cinzas por toda parte, no meio do asfalto uma enorme cratera e dentro  dela ardia o que restava de um avião, gritos, choro, dsespero, polícia e bombeiros chegando em profusão. Exausta e coberta de fuligem, tremendo de frio em sua camisola fina, pés descalços, Laura sentou na beira da calçada com Axel nos braços. Foi então que ela percebeu algo entre os dentes do seu cãozinho, semelhante a uma bola de gude ensanguentada, e puxou... e perdeu os sentidos, ao ver que tinha na mão um olho humano, arrancado de sua órbita... um olho verde como uma esmeralda!

FIM



Avalie Comente Marque como Favorito Recomende

Opiniões

Conteúdo sem opinião até o momento...





Comente

Somente usuários logados podem enviar opiniões...

Você já é um usuário cadastrado no site Sobrenatural.Org? Se sim, faça seu login abaixo. Caso contrário, clique aqui para efetuar o cadastro.

QUEM ENVIOU ESTE CONTEÚDO:

Chiara

Chiara

Acredito que vivemos em meio a grandes misterios.


NOSSO CANAL NO YOUTUBE


NOSSO BLOG



PUBLICIDADE

PRODUTOS DA LOJA SOBRENATURAL

DIRETO AO ASSUNTO

INTERATIVAIDADE

http://bs.serving-sys.com/BurstingPipe/adServer.bs?cn=tf&c=19&mc=imp&pli=8942288&PluID=0&ord=[timestamp]&rtu=-1