Visitante

Olá visitante. Cadastre-se | Entre | Esqueci minha senha

OK Esqueci minha senha


Você está em: Sobrenatural.Org -> Matérias Especiais -> O Julgamento de Jesus: A Escolha


Matérias - Enviado dia 5 de Abril de 2012

O Julgamento de Jesus: A Escolha

Por que Jesus foi crucificado? Quem estava interessado em sua morte? Deus o abandonou?



No próximo 6 de abril, a civilização cristã relembrará, com indescritível tristeza, uma das mais cruéis atrocidades praticadas contra um ser humano investido de divindade: a humilhante e dolorosa Paixão de Jesus Cristo.

Sabe-se que Jesus foi vítima do mais abominável castigo aplicado pelo Império Romano a um ser humano porque, pertencendo ao grupo dos apocalípticos, pregava a rivalizante doutrina da presença do Reino de Deus, criticava abertamente o status quo, ou seja, os “palacianos” políticos e religiosos, em determinados casos desrespeitava a Torá, praticava a “comensalidade aberta” com bons e maus, condenava a miséria da grande maioria enquanto os sacerdotes levavam uma vida nababesca, e os que aceitavam o jugo romano, realizava feitos miraculosos inimitáveis, dizia que viera a este mundo para nos redimir do pecado e, finalmente, afirmava ser o Filho de Deus e rei, só que alegava que seu reino não era deste mundo. 

Tais atos e afirmações, somadas ao absurdo “ataque ao Templo” na época da Páscoa, em que bastava uma microscópica fagulha para que o sentimento de libertação dos judeus explodisse, pois lembravam o milagroso êxodo do Egito, o tornou persona non grata tanto aos olhos dos chefes religiosos israelitas, quanto aos das autoridades políticas e militares romanas.

A partir daí, não mais interessava se Ele era um Rabi, Amen, Messias ou Mar. Tinham de escolher entre Ele e a paz, pois se a multidão se rebelasse seria esmagada sem piedade pelas temíveis Legiões romanas, as relações entre a cúpula judaica e o Império ficariam para sempre estruturalmente abaladas e, talvez, até mesmo boa parte de Jerusalém fosse destruída. Portanto, deviam encontrar uma maneira de eliminá-lo, uma vez que representava uma séria ameaça.

Enquanto orava no Monte das Oliveiras com tanta angústia que chegou a suar sangue, pedindo, em vão, ao Pai, que O livrasse do que estava por sofrer e seus apóstolos dormiam bêbados devido à quantidade de vinho consumida durante a Última Ceia, foi “traído” por alguém que não só pertencia ao seu círculo íntimo, como também possuía um cargo importante no grupo dos doze.

Ao receber ordem de prisão, foi completamente abandonado pelos seus “fiéis discípulos” – um deles, apavorado, teve tanto medo que chegou a fugir praticamente nu - no Monte das Oliveiras.

Quando conduzido para ser interrogado pelo Sinédrio, o sectário em quem mais confiava negou, por várias vezes, que O conhecia. Levado a presença de Pôncio Pilatos, após breve “conversa”, ficou sem saber como responder a uma das principais perguntas – “O que é a verdade?” - do tirano Governador. Por quê? Parece- me que a resposta é bem simples: até então, Jesus além de alguns “debates” com os fariseus, só tinha se dirigido a pessoas oprimidas econômica, política, cultural e socialmente. Ao se debater com alguém preparado, ficou sem saber o que responder.

Julgado, foi considerado culpado, do ponto de vista religioso, pelo Sinédrio, e do político, pela autoridade máxima romana em território judeu ocupado. Esse o motivo, da flagelação e da condenação à pior das penas: a crucificação.

Como se encontrava em estado de total exaustão psicológica, e física, a guarda romana determinou que alguém – chamado Simão - que não fazia parte de seu grupo, carregasse não a cruz, mas o patibulum, até o local de sua crucificação: o Gólgota.

Crucificado ladeado apenas por dois marginais e os centuriões que o pregaram a cruz, pois seus “amigos” estavam escondidos por medo de terem o mesmo destino, um pouco antes de morrer, teve a certeza de que não tinha sido abandonado apenas pelos homens e mulheres que durante anos o seguiram, mas também por Deus, ao gritar desesperadamente: “Deus meu, Deus meu, por que me abandonaste?”

Deus o abandonou porque Jesus havia esquecido o que Ele próprio dissera em João 13,16: “O servo não é maior do que seu senhor...”.

Na época, o servo era Ele, JESUS, e o senhor o Império Romano.

Quanto ao que pode ter acontecido com o corpo de Jesus, dizem os estudiosos que “os corpos das vítimas de crucificação eram geralmente deixados para serem devorados pelos animais ou jogados no lixo”.

Para esconder esta terrível verdade, e possibilidade com relação ao corpo sem vida de Jesus, é que nos Evangelhos de Mateus, Marcos e Lucas, aparece o misterioso José de Arimatéia que vai a Pilatos, solicita o corpo e o sepulta numa tumba que ainda não tinha sido usada.

Quando, porém, lemos o Evangelho de João, mais duas novidades nos são apresentadas: a primeira, é que Nicodemos também está presente e ajuda José de Arimatéia.

A segunda é que ele, Nicodemos, trás, para envolver o corpo de Jesus juntamente com os panos, “cem libras de uma mistura de mirra e aloés”. 

Este fato nos deixa pensativo não só porque esta quantidade de mirra e aloés equivale a 32,8kg (trinta e dois quilos e oitocentas gramas), mas também por sabermos que nesta época tais “ingredientes” eram utilizados para emplastros curativos...

Contudo, só quando houver mais descobertas arqueológicas sobre assunto tão polêmico e os maiores estudiosos do cristianismo chegarem a um consenso sobre a descoberta do Túmulo da Família de Jesus, em Talpioc, um bairro de Jerusalém, que continha inclusive o ossuário com os ossos de Jesus e outro com os de Maria Madalena, é que se poderá saber, com maior probabilidade de acerto e ser devidamente explicado o que realmente aconteceu, porque se por um lado as ervas de Nicodemos sugerem uma tentativa de reanimar um Jesus semi-morto e os ossos do ossuário, um Jesus que, indubitavelmente morreu, o Santo Sudário e os Evangelhos nos dizem que houve um Jesus cujo negro véu da morte o cobriu, mas ele, indiscutivelmente, ressuscitou.


Avalie Comente Marque como Favorito Recomende
Sugestões da nossa loja oficial, a LojaSobrenatural.com.br

Opiniões

3 Comentário(s).
  • Comentário que os leitores mais gostaram:

    Leonardo Reis Teixeira

    Leonardo Reis Teixeira | 7 de Abril de 2012 | Escreva para o autor do comentário

    13 leitores gostaram da opinião | 2 reprovaram a opinião

    Visite Minha Página! | Adicionar como Usuário que me Identifiquei | Enviar um Recado

    Meu Deus...
    os dicipulos não estavam embrigados coisa nenhuma, Jesus era de carne, como eu e vc somos, ja se machucou alguma vez?!
    Jesus sabia do futuro e sabia da dor e do sofrimento que o esperava, o que vc faria se soubesse que tudo aquilo te esperava?! eu sei o que vc faria! o mesmo que eu e muitos outros, fugiria, pq a carne é fraca, mas o Espirito estava sobre Ele, pq não falam que Ele ficou 40 dias em jejum? quem guenta? que Ele andou sobre as aguas, multiplicou pães, ressussitou mortos, e a biblia diz que ele olhou para cima e viu Deus de costas! por isso a sua carne achou que Deus o tinha abandonado, na verdade creio eu, que Deus estava de costas pq estava muito enfurecido e num aguentava ver o sofrimento do seu Filho na cruz, e se ficasse olhando, ia acabar arracando Ele da cruz e fumegando todo mundo, mas graças a sua misericórdia, Jesus venceu a carne, os principdos, as potestades as ostes e todo trono malefico, e está agora a destra do Eu Sou, e virá e não tardará, e toda lingua confessara e todo joelho se dobrará e todo olho o verá e lamentarão ao ver o Filho de Deus vindo com grande glória!

    Gostei desta opinião | Opinião reprovada


    Responder este comentário

Mostrando Opiniões




Comente

Somente usuários logados podem enviar opiniões...

Você já é um usuário cadastrado no site Sobrenatural.Org? Se sim, faça seu login abaixo. Caso contrário, clique aqui para efetuar o cadastro.

QUEM ENVIOU ESTE CONTEÚDO:

Aloisio Vilela de Vasconcelos

Aloisio Vilela de Vasconcelos

Sou Professor de Arqueologia na Universidade Federal de Alagoas


NOSSO CANAL NO YOUTUBE


NOSSO BLOG



PUBLICIDADE

PRODUTOS DA LOJA SOBRENATURAL

DIRETO AO ASSUNTO

INTERATIVAIDADE

http://bs.serving-sys.com/BurstingPipe/adServer.bs?cn=tf&c=19&mc=imp&pli=8942288&PluID=0&ord=[timestamp]&rtu=-1