Visitante

Olá visitante. Cadastre-se | Entre | Esqueci minha senha

OK Esqueci minha senha


Você está em: Sobrenatural.Org -> Matérias Especiais -> Visões


Matérias - Enviado dia 10 de Março de 2007

Visões

Eu não sei o que está acontecendo comigo, Assim que eu vejo uma coisa acontecer, lembro como se jativesse ocorrido antes. O que é isso?



Dúvida enviado por Ricardo Tanque:

Eu não sei o que está acontecendo comigo, Assim que eu vejo uma coisa acontecer, lembro como se jativesse ocorrido antes. O que é isso?

Michael


Figura retirada do site do IIPC - Instituto Internacional de Projeciologia e Conscienciologia. Recomendo sua visita. Clique aqui!

Resposta de Mr. Tlaloc:

Olá Ricardo, veja o que pode estar acontecendo:

Déjà vu (deja vu)
Termo em francês para designar a:”sensação de já ter visto ou experimentado algo antes”

Como ocorre o Déjà vu:
Se aceitarmos que o “déjà vu” é uma recordação, podemos concluir que a experiência originalmente não foi codificada nem armazenada corretamente na memória.  Implicando em dizer que: realmente já havíamos feito ou experimentado aquilo antes, só que o cérebro não registrou  o fato como uma recordação, colocando assim em dúvida se estamos lidando ou não com uma lembrança.

A Memória fragmentada pode também criar FALSAS lembranças:
Por exemplo: você está visitando uma cidade pela primeira, de repente tem sensação de já ter estado ali antes. Provavelmente, você viu fotos do local e seu cérebro fez conexões apenas com fragmentos desta memória. Formando assim uma idéia distorcida dos fatos e gerando a falsa impressão de que realmente você esteve naquele local antes.

Registros duplicados da Memória:

Às vezes durante o processo seletivo da memorização dos fatos pode ocorreu uma duplicação de registro.  Quando você lê, por exemplo, a palavra: “A M A R E  L O” o cérebro registra primeira mente letra por letra,  em seguida dá a seqüência as letras, depois de agrupá-las procura todas as associações relevantes  a este terno, neste caso,  relevantes a cor amarelo. Durante todo este complicado processo, o cérebro pode duplicar todo ou partes dos dados: “A M A R E   A M  A R E LO” ao buscar associações, o cérebro dá prioridade as memórias mais recentes. Neste exemplo “A M A R E”, e completa a informações “A M A R E XX”  em conformidade com a palavra AMARELO,  tendo assim como resposta e sensação de já termos lido a palavra AMARELO antes, 2 vezes, déjà vu.

O déjà vu, também pode ter como origem, fracas recordações da infância. Resgate de memórias perdidas

Alterações neuroquimicas do cérebro, ocasionadas por remédios, drogas, doenças psicossomáticas, também podem provocar déjà vus.

O termo foi usado primeira vez pelo parapsicólogo Emile Boirac (1851-1917),  afim  de nomear a estranha sensação de já ter visto ou experimentado algo antes.

Clarividência:
Para os não céticos o “déjà vu”  pode na verdade  tratar-se de uma experiência espontânea e não controlada da clarividência. Isto implicaria em dizer que:  Sobre a sensação de ter estado antes naquele local, o que a pessoa teve foi uma vidência, viu o local antes mesmo de visitá-lo. ... Ou viu a pessoa antes mesmo de encontrá-la.

Mr.Tlaloc


Avalie Comente Marque como Favorito Recomende

Opiniões

10 Comentário(s).

Mostrando as 5 primeiras.
Ver todas as 10 opiniões.



Comente

Somente usuários logados podem enviar opiniões...

Você já é um usuário cadastrado no site Sobrenatural.Org? Se sim, faça seu login abaixo. Caso contrário, clique aqui para efetuar o cadastro.

QUEM ENVIOU ESTE CONTEÚDO:

Ricardo

Ricardo

NOSSO CANAL NO YOUTUBE


NOSSO BLOG



PUBLICIDADE

PRODUTOS DA LOJA SOBRENATURAL

DIRETO AO ASSUNTO

INTERATIVAIDADE

http://bs.serving-sys.com/BurstingPipe/adServer.bs?cn=tf&c=19&mc=imp&pli=8942288&PluID=0&ord=[timestamp]&rtu=-1