Visitante

Olá visitante. Cadastre-se | Entre | Esqueci minha senha

OK Esqueci minha senha


Você está em: Sobrenatural.Org -> Relatos -> Doppelgänger?


Relatos - Enviado dia 14 de Fevereiro de 2012

Doppelgänger?



Olá leitores, tudo bem com vocês?

Bem, hoje vou contar uns lances estranhos que ocorreram recentemente com membros de minha família.

O primeiro aconteceu acho que foi em outubro, numa manhã. Minha mãe estava atrasada para o trabalho, e acho que foi por isso que ela não pode parar e dar maior atenção a este amigo.

Bem, ela estava apressada, e no trajeto ela passa em frente a uma Santa Casa, e passando na esquina desta, ela viu um amigo dela chorando muito parado em frente ao hospital. Penalizada, ela se aproximou dele (o nome dele não é este, mas é um nome pouco comum) e falou: “ -O Alceu, o que aconteceu?” No que ele responde: “- O Cristina, minha mãe acabou de morrer!”

Minha mãe disse que eles se abraçaram, conversaram mais um pouquinho, e ela se desculpou de ter de ir, mas prometeu que à tardei ria ao velório.

Chegando ao trabalho, ela ligou para casa avisando do ocorrido a meu pai, e pediu que ele entrasse em contato com meu tio, pois tanto seu amigo, como sua mãe são pessoas ativas nos grupos de Umbanda e Kardecismo que nós freqüentamos.

Ah, um detalhe, este amigo, tem um porte físico peculiar: ele é alto, robusto, muito parecido com o cantor Sidney Magal, tendo inclusive a voz um tanto rouca, coisa eu peal vida afora ele se passaria por cover do cantor tranquilamente, sendo apelidado de Sidney Magal. Este detalhe é crucial, pois, dificilmente (embora não seja de todo improvável) minha mãe se enganaria de pessoa, pois o homem sabia até o nome dela e ele atendeu prontamente pelo seu nome.

Bem, voltando ao trabalho de minha mãe,meu tio liga, querendo saber dos detalhes, e como minha mãe ficou sabendo da morte, pois ele demorou em conseguir ligar para o celular do Alceu, já ele estava a uma cidade há uns 180 km de distancia, pois usa mãe estava mesmo em estado crítico e foi transferida para esta cidade, pois os hospitais são especializados.

Também falou que a mãe dele havia mesmo morrido naquela manhã depois de ter passado a madrugada inteira em agonia; mas não tinham ainda avisado ninguém fora da família.

Então a causa do espanto da minha mãe: ela teria confortado um desconhecido, nestas coincidências bizarras, onde pessoas são parecidas umas às outras, com nomes iguais, em circunstancias iguais... e pior, numa cidadezinha de pouco mais de 80 mil pessoas?  É bem provável, mas não deixaria de ser fantástico, não é mesmo, amigo leitor?!  

O segundo lace aconteceu agora, com meu marido no mês de janeiro. Como estamos em ano de pleito, e político que é político fica todo assanhado atrás de votos bem antes do tempo de campanha eleitoral. E o que aconteceu foi isso mesmo.

Meu marido é muito conhecido de um senhor que a vida toda trabalho ligado na prefeitura com esportes de lazer.  E este eterno candidato a alguma coisa, sempre esta presente nos campeonatos de futebol amadores da cidade.

Mas, há também neste caso um detalhe: este homem esta lutando contra um câncer há alguns meses. Por isso, o espanto do meu marido em ver este homem forte e sadio andando no meio dos torcedores, numa manhã de verão quente pra dedéu!

Este suposto pré-candidato, segundo meu marido estava andando no meio do povo, e meu marido disse que não chegou a conversar com ele (eles são colegas de colégio, portanto tem certo grau de amizade) porque estava ocupado em saber do esquema tático do time que ele torce, ou coisa parecida. Enfim, meu marido estava entretido com algo que ele julgava mais importante. Mas, assim de deu uma brecha ele procurou àquele seu colega, para saber mais sobre sua melhora, como ai a campanha, enfim, por a fofoca em dia.

Mas, meu marido não o encontrou mais. Na semana seguinte depois do jogo semanal, não o encontrando novamente por lá, resolveu dar uma passada rápida na casa deste amigo, para ter notícias dele. O que não foi um susto: o suposto sujeito, esta há meses na cama, pois sua doença esta se espalhando, e se instalou no osso da coluna.

O pobre homem esta há tempos impossibilitado de sair do quarto, portanto impossível ele estar por andando embaixo do sol, assistindo jogo.

Meu marido jura que era ele mesmo, e não uma pessoa parecida, como eu sugeri. Que talvez fosse outra pessoa que ele inconsciente ligou a este homem. Ou que o cérebro se enganou, confundindo-o. Mas, não,meu marido afirma que era ele mesmo, pois estava vestido uma antigo uniforme do São Paulo, que usava a vida toda. Detalhe que meu marido afirma, pois o que o chamou atenção: ele estava de abrigo esportivo, inclusive com o casaco preto e vermelho, num calor de quase quarenta graus.

E era este detalhe que fez meu marido se lembrar que seu colega estava doente e que talvez mesmo em estado febril, não deixaria a oportunidade de fazer campanha. O que faz sentido.

Mas, seria o desejo do moribundo de participar de algo que ele tanto ama, e se projetar ao local? Bem, casos assim existem relatos aos montes, embora não tenha sido provado propriamente.



Avalie Comente Marque como Favorito Recomende
Sugestões da nossa loja oficial, a LojaSobrenatural.com.br

Opiniões

3 Comentário(s).

Mostrando Opiniões




Comente

Somente usuários logados podem enviar opiniões...

Você já é um usuário cadastrado no site Sobrenatural.Org? Se sim, faça seu login abaixo. Caso contrário, clique aqui para efetuar o cadastro.

QUEM ENVIOU ESTE CONTEÚDO:

Troll-bem-gordo-do-bem

Troll-bem-gordo-do-bem

Aguém que ama os animais, a natureza, o paranormal, o sobrenatural, e que adora debates filosóficos.


NOSSO CANAL NO YOUTUBE


ESPECIAL ASSOMBRADO.COM.BR


NOSSO BLOG



PUBLICIDADE

PRODUTOS DA LOJA SOBRENATURAL


Acesse a Loja Sobrenatual »

DIRETO AO ASSUNTO

INTERATIVAIDADE

http://bs.serving-sys.com/BurstingPipe/adServer.bs?cn=tf&c=19&mc=imp&pli=8942288&PluID=0&ord=[timestamp]&rtu=-1